Se você gosta de cerveja, temos uma boa e uma má notícia. Comecemos pela boa, que você talvez já saiba: a revolução da qualidade finalmente está ganhando impulso no mercado brasileiro e as cervejarias artesanais estão se multiplicando mais rápido do que nunca. A faixa de cervejas especiais – a chamada faixa das Super Premium – hoje representa cerca de 1% do consumo nacional e deve dobrar na próxima década, na avaliação dos especialistas. Se há dez anos o Brasil tinha cerca de uma dúzia de microcervejarias, hoje já são para lá de 200, mais preocupadas com a variedade e em produzir bebidas utilizando processos cuidadosos e ingredientes acima da média do que com volume e preço, como costumam fazer as gigantes.

O avanço das artesanais só tende a ganhar ritmo nos próximos anos. Nós já encontramos essa picada, mas quem está vindo agora está pegando uma estrada asfaltada. Nos Estados Unidos tem mais de 2.000 cervejarias, por que no Brasil seria diferente, sendo um país desse tamanho?. Se algumas marcas já alcançam as gôndolas das grandes redes supermercadistas das capitais, o epicentro do processo permanece escondido nos galpões que abrigam tonéis reluzentes em algumas cidades médias e pequenas do interior do Brasil – alguns fabricantes ainda distribuem a bebida fermentada à perfeição apenas em barris, em forma de fresco chopp, disponível só nas próprias redondezas.

Ca­da cer­ve­ja foi es­col­hi­da a par­tir de ca­rac­terísti­cas que as tor­nas­sem úni­cas e que rep­re­sen­tas­sem va­lo­res típi­cos de uma de­ter­mi­na­da cul­tu­ra cer­ve­je­ira.

Uma cul­tu­ra tão an­ti­ga qu­an­to a do vin­ho e igu­al­men­te comp­le­xa.

Des­cob­rir es­ses pa­la­da­res é uma vi­agem que con­vi­da­mos você a fa­zer co­nos­co.

Cervejaria Burguesa - Clique na Foto 

Cerveja Imperial - Clique na Foto 

Cervejaria BESTEN - Clique na Foto 

Cervejaria Therezópolis - Clique na Foto 

Cervejaria BRUDER - Clique na Foto 

Cervejaria BACKER - Clique na Foto 

Cervejaria Casa do Fritz - Clique na Foto 

Cervejaria Altezza - Clique na Foto