História da Cachaça:

Para entendermos o nascimento da mais ardente das águas, precisamos voltar aos primórdios da colonização, com o início da produção açucareira. Naquela época, os portugueses tinham não apenas domínio pelo processo de plantio e cuidado da cana, como também contavam com um clima favorável. Os procedimentos de fabricação do açúcar eram feitos pelos escravos, que faziam a colheita da cana-de-açúcar, esmagavam os caules e cozinhavam os caldos – transformando-os em melados. Essa técnica fazia proporcionava a fabricação de um caldo mais grosso, a cagaça, e era dado aos animais junto com os restos da cana.

Você deve estar se perguntando, onde entra a cachaça que estamos acostumados a ver por ai e quem foi o verdadeiro responsável pela invenção dessa bebida? Pois fique sabendo, que o mentor da cachaça foi o tempo e as condições climáticas. Isso mesmo. O clima favorável e o passar dos dias faziam com que o líquido fermentasse, e se torna-se de alto teor alcóolico. Estima-se que um dia um escravo experimentou o líquido e dai se deu a cachaça.

Outra teoria afirma que em um momento os escravos misturaram o melaço antigo com o novo ocasionaram uma reação química que fez com que o líquido evaporasse, formando assim gotas no teto do engenho. Enquanto os escravos ficavam nos engenhos as gotas caiam em seus corpos, fazendo arder as feridas causadas pelos ferimentos. Acredita-se que, desse fato, nasceu o termo aguardente. Da mesma forma que as gotas que caiam do teto se dirigiam até a boca dos escravos levaram o nome de pinga.

Não demorou para que a pinga, cachaça, aguardente, branquinha, superasse as barreiras dos engenhos de açúcar e se popularizasse no Brasil e do mundo – o resto é história de mesa de buteco. 

Qual a diferença entre uma bebida destilada e uma fermentada?

Tudo se baseia no processo de produção, onde a bebida poderá ser preparada pelo processo de destilação ou de fermentação. Mas independentemente deste processo, o composto orgânico que faz com que a bebida seja classificada como alcoólica é o etanol, cuha a fórmula molecular é C2H5OH. 

Pinga: É a famosa aguardente, tem como matéria prima a cana-de-açucar, e a destilação do mosto (caldo de cana) é que dá forma à bebida. Teor alcoólico: 38-54 ºGL.

Conhaque: Bebida preparada através da destilação do vinho. O curioso é que  primeiro se obtém o vinho por fermentação e em seguida o líquido é destilado para fabricação do conhaque. Teor alcoólico: 40-45 ºGL 

Bebidas Destiladas

Whisky: Bebida obtida a partir da destilação de cereiais envelhecidos e milho especial. Teor alcoólico: 43-55 ºGL

Vodka: Bebida originária da matéria prima: Batata e trigo. Teor alcoólico: 40-50 ºGL

PS: ºGL = graus Gay Lussac: Unidade de medida de teor alcoólico. 

A noite foi boa, mas você exagerou e acordou com uma forte dor de cabeça, enjoo, tontura, dor de estômago e qualquer som ou luz está incomodando? Os sintomas da ressaca podem durar um dia inteiro. Contudo, existem algumas dicas que podem ajudá-lo no processo de cura.

 

Realmente, como dizem os versos da marchinha, “cachaça não é água não”. Diferenciar água e cachaça é uma tarefa simples, mas você saberia dizer se a cachaça que você bebe é autêntica, verdadeira e de qualidade?

 

 

Uma das bebidas mais tipicamente brasileiras, a cachaça pode ser consumida pura ou como base de diversos drinks. Como patrimônio cultural do Brasil, é possível encontrar grande variedade desse “mé” pelas regiões do país, cada um com seu jeitinho de fabricar a bebida.

 

Cada bebida é armazenada de uma maneira e a conservação é importante para preservar o sabor, bem como as outras características. A cachaça é uma bebida fácil de ser armazenada.

 

 


Santa Ouro - Santa Prata - Santa Bananinha - Queijo Freire

Fundada em 06 de junho de 1969, o Sr. José Resende Sobrinho deu inícia a produção de Cachaça na Fazenda São Pedro situada na cidade de Abreus/MG. Em 1985 passou a produção para seus filhos Joaquim e José Geraldo. Joaquim Resende toca a propriedade até nos dias de hoje.

Desenvolve três tipos de Cachaça: Cachaça Ouro curtida em tonéis de Umburana - Cachaça Prata armazenada em tonéis de Aço Inox - Bananinha cachaça com doce de banana, bem leve e suave.

Queijos Freire: PROVOLONES DESIDRATADOS - Ingredientes: Leite Pasteurizado, Fermento Lacteo, Sal Iodado, Cloreto de Cálcio e Coalho.